podcast do isaúde brasil

Publicada em 08/03/2013 às 00h00. Atualizada em 08/03/2013 às 02h51

Cura de bebê cria esperança de geração sem Aids, diz ONU

Caso de menina pode ser esperança de crianças soropositivas.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe


O Unaids, programa da ONU para o combate à Aids, comemorou a notícia de que uma criança de dois anos pode ter sido completamente curada do vírus nos Estados Unidos.
Em comunicado, a ONU afirma que, se os resultados forem confirmados, este será o primeiro caso documentado de uma criança com o vírus HIV que parece não ter mais níveis detectáveis do vírus após parar o tratamento.

Médicos americanos revelaram, no domingo, que uma menina soropositiva do Estado do Mississippi (sul do país), de dois anos e meio, não demonstra sinais de infecção pelo vírus após deixar o tratamento por cerca de um ano. No entanto, mais testes serão necessários para assegurar que o tratamento - iniciado 30 horas após o nascimento da menina - funcionaria para outras pessoas. A virologista Deborah Persaud, da Universidade Johns Hopkins em Baltimore, apresentou os resultados do tratamento na Conferência sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas em Atlanta. "É uma prova do conceito de que o HIV pode ser potencialmente curável em crianças", disse.

Se a garota americana continuar saudável, esse será o segundo caso documentado de um soropositivo que consegue se livrar do vírus HIV.Em 2007, Timothy Ray Brown se tornou a primeira pessoa. Sua infecção foi erradicada por meio de um tratamento elaborado para a leucemia, que envolveu a destruição de seu sistema imunológico e um transplante de medula de um doador com uma mutação genética rara que resistia à ação do vírus.O caso do bebê do Mississippi envolveu um coquetel de drogas disponíveis no mercado, conhecido como terapia antiretroviral, que já é usado para tratar a infecção em crianças.

Fonte: BBC

Palavras Chave:

cura aids bebê hiv
Compartilhe

Saiba Mais