podcast do isaúde brasil

Publicada em 29/04/2020 às 21h30. Atualizada em 29/04/2020 às 21h40

Odontologia e coronavírus: informações importantes

Alguns atendimentos já foram liberadores pela ANVISA, mas é bom atentar para alguns cuidados importantes.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Diante de um quadro nunca antes visto mundialmente, diversas áreas da saúde se unem para dar a sua contribuição, e nós, dentistas, não podemos nos ausentar nessas horas. A assistência odontológica deve se manter de maneira cuidadosa, pois apresenta alto risco para disseminação da doença COVID-19.

Segundo a nota técnica da ANVISA, atualizada em 21/03/2020, o atendimento deve se restringir aos casos de urgência e seguir o protocolo de redução de risco, entre eles: utilizar EPIs (luva de procedimento, avental descartável, gorro, máscara N95 ou equivalente e óculos de proteção ou protetor facial).

Em possíveis casos de suspeita de contaminação, o atendimento deve ser ainda mais rigoroso, principalmente em procedimentos nos quais seriam realizados com o uso de turbinas de alta e baixa rotação, pois o efeito aerossol formado por esses equipamentos pode aumentar ainda mais a contaminação do ambiente, sendo o isolamento absoluto a forma mais indicada de minimizar esses riscos.

Importante destacar quais procedimentos são considerados de urgência para atendimento odontológico clínico, segundo a regulamentação da Agência Nacional de Saúde (ANS) de n.33458-8, Lei 9656/98, são: 

curativos em caso de hemorragias (sangramento constante);

curativos e drenagem em dentes com dor intensa, constante e pulsátil acompanhada de inflamação e infecção;

recolocação de dentes que saíram da boca acidentalmente, porém inteiros; 

recimentação de peças protéticas;

drenagem de abscessos extraorais ou intraorais (por dentro e por fora da boca, respectivamente);

colagem de pedaços de dente;

tratamento de alveolites (inflamação em local de extração dentária recente);

imobilização dentária temporária.

A informação verdadeira é uma importante aliada nesse momento e deve ser compartilhada para que todos tenhamos consciência na hora de buscar o atendimento nas unidades de saúde. O serviço odontológico não irá parar, mas é sabido conhecer o que pode nos levar a procurar esses profissionais.

É sempre bom lembrar: se você puder, fique em casa, por mim, por você e por todos. 

Referências:

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota Técnica GVIMS/GGTES/ ANVISA N°04/2020. ORIENTAÇÕES PARA SERVIÇO DE SAÚDE: MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLE QUE DEVEM SER ADOTADAS DURANTE ASSISTÊNCIA AOS CASOS SUPEITOS OU CONFIRMADOS DE INFECÇÃO PELO NOVO CORONAVÍRUS (SARS- CoV-2). Publicada em 30 de janeiro de 2020, atualização 2: 21 de março de 2020.

Agência Nacional da Saúde de n.33458-8. Lei 9656/98

Compartilhe

Saiba Mais