podcast do isaúde brasil

Publicada em 04/09/2020 às 06h18. Atualizada em 04/09/2020 às 06h30

Os superpoderes da irradiação de luz laser sobre o sangue

Saiba como para que serve e como funciona a terapia com o laser de baixa potência.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

O uso do laser de baixa potência (LBP) já é uma realidade atual em diversas modalidades na área da saúde. Sua aplicação promove benefícios devido sua capacidade de diminuir a resposta inflamatória e reduzir a sintomatologia dolorosa, além ainda, de promover auxílio no reparo tecidual. Na Odontologia, é comum a aplicação do LBP no local em que se pretende obter seus possíveis benefícios, podendo ainda ser associada com outras técnicas que visam ações semelhantes, proporcionando de tal modo, um sinergismo dos resultados.

Irradiação no sangue, superpoderes?

A laserterapia é uma estratégia terapêutica que contribui para um melhor pós-operatório e auxilia na manutenção da homeostasia do organismo. Por tais motivos, buscam-se novos métodos para sua aplicação. Atualmente o LBP está sendo empregado de maneira sistêmica, isto é, aplicação voltada à promoção de benefícios para o organismo como um todo, através de duas técnicas. A primeira, denominada de ILIB, que provém do inglês, Intravascular Laser Irradiation of Blood, que em tradução livre para o português, significa Irradiação de Luz Laser sobre o Sangue. A segunda, consiste em uma adaptação da primeira mencionada, e denomina-se laserterapia sistêmica (LS). Ambas as modalidades consistem na aplicação do LBP de maneira que seus benefícios sejam refletidos em todo o corpo, através da aplicação em regiões com vasos arteriais ou venosos calibrosos, associada com adequada aplicação da técnica. A maior diferença entre as duas técnicas está na aplicação, enquanto a ILIB necessita que uma fibra óptica seja inserida no vaso sanguíneo, a LS dispensa tal necessidade, sendo aplicada sobre a pele do pulso, região da artéria radial, ou seja, de forma não invasiva.  

Estudos evidenciam os efeitos generalizados da irradiação sanguínea intravenosa na grande maioria dos sistemas do organismo, colaborando assim no tratamento de uma gama de enfermidades congênitas ou adquiridas, a exemplo da hipertensão e diabetes.

Qual a origem destes benefícios?

As hemoglobinas, proteínas presentes no interior das hemácias, desempenham fundamental papel na manutenção da vida, sendo responsáveis pelo transporte do oxigênio no organismo. Porém, suas atividades não se limitam somente a este fenômeno. As hemoglobinas apresentam também capacidade de absorver energia luminosa e convertê-la em energia biológica. Tendo em mente esta capacidade, é possível compreender um pouco mais sobre os reais benefícios que esta terapia traz consigo, isto porque, a célula por natureza já possui a capacidade de converter energia luminosa em energia biologicamente utilizável, e ao se aplicar a ILIB, este fornece ao sangue maior fornecimento de energia luminosa. Desta maneira, os níveis de energia disponíveis serão maiores para o organismo como um todo, e as células além da conversão, também realizam o transporte energético que poderá ser posteriormente absorvida por células lesionadas, promovendo maior capacidade de recuperação do organismo a enfermidades. 

É aplicável na odontologia? Quais os benefícios?

“A Odontologia não é apenas dente”. Frase comumente utilizada estre os profissionais da área, que pode ser aplicada diante do entendimento da aplicabilidade da ILIB na Odontologia. Ela faz parte da área da saúde que tem sua atenção voltada para a porção estomatognática, isto é, região de cabeça e pescoço. Entretanto, o paciente a ser submetido ao tratamento odontológico deve ser analisado como um todo, pois inúmeras doenças sistêmicas apresentam relação e/ou manifestações orais, a exemplo da doença periodontal em pacientes portadores de diabetes. Ambas condições promovem um sinergismo de seus respectivos efeitos negativos, ou seja, quando presentes em conjunto, promovem o agravamento simultâneo. Em tais situações, em que a condição local depende de uma boa condição sistêmica e vice-versa, a aplicabilidade de uma terapia que auxilie na homeostasia acaba sendo de grande valia no tratamento, tanto local, como sistêmico.

Estudos demonstram ainda, os benefícios da terapia na prevenção de doenças vasculares e aumento da expectativa de vida dos pacientes. Seus efeitos exercem influências positivas em diversas porções do sistema sanguíneo, como por exemplo, no oxigênio, nas células sanguíneas, enzimas e proteínas do sangue, auxílio no processo de coagulação, além de promover   neomicrovascularização e nova formação de vasos.

Por tais características, a ILIB é uma opção no combate à hipertensão arterial, doença de caráter multifatorial, com altas taxas de morbimortalidade e baixas taxas de controle. Resultados demonstraram que a técnica é capaz de induzir uma resposta fotobiológica dentro das células, que modifica a resposta micro e macrovascular, evidenciando bons resultados no tratamento, proporcionando assim efetivo controle sobre a pressão arterial e sua homeostasia, contribuindo desta forma no aumento de expectativa de vida do paciente.

Embora apresente-se com características bastante promissoras, a técnica de ILIB ainda necessita de mais estudos que comprovem sua real eficácia tanto em tratamentos médicos quanto odontológicos, a fim de buscar o estabelecimento de indicações e protocolos adequados com capacidade de promoverem reais benefícios aos pacientes.

Referências:

1- da Silva Júnior FL. Eficácia do ILIB-Modificado sobre os parâmetros clínicos periodontais e controle glicêmico em pacientes com Periodontite portadores de Diabetes Tipo II. 2019. 68f. Dissertação (Mestrado em Ciências Odontológicas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.

2- Zadik Y, Elad S, Shapira A, Shapira MY. Treatment of oral mucosal manifestations of chronic graft-versus-host disease: dexamethasone vs. budesonide. Expert Opinion on Pharmacotherapy 2017; 18(3): 235–242.

3- Mikhaylov V. The use of Intravenous Laser Blood Irradiation (ILBI) at 630-640 nm to prevent vascular diseases and to increase life expectancy. Laser Therapy 2015, 24(1): 15–26. 

4- Isabella A PJ, Silva JTC, da Silva T, Rodrigues MFSD, Horliana ACRT, Motta LJ, et al. Effect of irradiation with intravascular laser on the hemodynamic variables of hypertensive patients. Medicine 2019; 98(14): e15111. doi:10.1097/md.0000000000015111

Palavras Chave:

laser odontologia terapia
Compartilhe

Saiba Mais