podcast do isaúde brasil

Publicada em 13/07/2015 às 00h00. Atualizada em 13/07/2015 às 09h01

Atuação do Psicólogo nas Políticas Públicas de Saúde

Atenção, promoção e prevenção de saúde também são áreas de atuação dos psicólogos nas ações e políticas públicas.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

É muito comum ouvirmos falar que a atuação dos psicólogos está mais restrita à atuação na clínica, atendendo em consultórios particulares, em escolas, ou no âmbito organizacional, realizando avaliações psicológicas. 

"Historicamente, a psicologia teve uma atuação política voltada para o não coletivo e os seus serviços, por serem privados, atendiam apenas determinados grupos sociais."

Historicamente, a psicologia teve uma atuação política voltada para o não coletivo e os seus serviços, por serem privados, atendiam apenas determinados grupos sociais. Apesar dessa visão da atuação do psicólogo ainda ser muito forte, vemos hoje a psicologia mais próxima da realidade social, atuando junto ao cidadão e estando presente nas políticas públicas.  Essa inserção dos psicólogos nas políticas públicas demonstra maior compromisso com a população. Assim, verifica-se que esses novos campos de atuação do psicólogo estão sendo conquistados à medida que a própria atuação profissional vai amadurecendo.

Com relação às políticas públicas de saúde, a psicologia atua com foco na atenção, promoção, prevenção de saúde, não apenas nos casos de doença, mas nas ações que visam a melhoria da qualidade de vida da população.

Segundo o Plano Nacional de Saúde 2012-2015, o campo de atuação do psicólogo em saúde pública é amplo, podendo-se atuar na Atenção Básica; Atenção Especializada; Atenção às Urgências; Vigilância em Saúde; Atenção Integral à Saúde; Rede de Saúde Mental; Atenção Integral à Saúde da Pessoa Idosa; Atenção aos Portadores de Doenças Crônicas e Atenção à Saúde Indígena. Ou seja, o psicólogo atua desde a atenção primária até o nível terciário de atenção, além de atuar nos projetos e na gestão dos serviços de saúde. 

A atuação da psicologia se dá por meio da aplicação dos conhecimentos e das técnicas psicológicas, sendo o seu objeto as relações interpessoais envolvendo os múltiplos fatores determinantes da saúde mental. Segundo o Centro de Referência em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP), essa atuação inclui, ainda, os diferentes grupos sociais e os seus problemas associados à promoção da saúde em geral e à prevenção de doenças. 

Na Prevenção Primária à Saúde, o psicólogo pode atuar com famílias, pessoas idosas, crianças e adolescentes; com lazer, programas de saúde de adulto em problemas específicos de saúde, entre outros.

Na Atenção Primária à Saúde a atuação do psicólogo acontece com pessoas em que os distúrbios já estão instalados e os tipos de intervenção podem ser: psicoterapia, triagem, orientação de mães, psicodiagnóstico, ludoterapia ou, ainda, processos grupais, tais como: grupos de usuários de substâncias psicoativas, portadores de HIV, tuberculose, hanseníase, entre outros. 

Especificamente, em relação aos Serviços de Saúde Mental, eles são organizados em rede, considerando as especificidades do local e da região, atuando no território e na comunidade onde está inserido. A atuação nos equipamentos de saúde mental deve ser de forma integrada, articulada, e efetiva nos diferentes pontos de atenção para atender as pessoas em sofrimento, com transtornos mentais e com consumo de álcool, crack e outras drogas.

"Especificamente, em relação aos Serviços de Saúde Mental, eles são organizados em rede, considerando as especificidades do local e da região, atuando no território e na comunidade onde está inserido".

Contudo, não se deve pensar no fazer da Saúde Mental apenas dentro dos espaços dos hospitais e dos CAPS (Centros de Atenção Psicossocial), mas sim, numa perspectiva de Rede de Apoio Psicossocial que abrange a Atenção Básica, as Unidades Básicas de Saúde; Núcleo de Apoio à Saúde da Família; Consultório na Rua; Centros de Convivência e Cultura, Atenção Psicossocial Estratégica, nas suas diferentes modalidades de intervenção.

Na atenção terciária, ou seja, em hospitais, podemos citar algumas das atividades que podem ser desenvolvidas pelo psicólogo, a avaliação das pessoas candidatas a diferentes procedimentos cirúrgicos; educação em saúde; desenvolvimento de programa para pessoas que não aceitam o tratamento proposto pela equipe de saúde; avaliação psicológica para diagnóstico e sugestão de intervenção; na comunicação de más notícias, atuação multidisciplinar com outros profissionais de saúde; ajuda na reabilitação de pacientes com deficiências físicas; acompanhamento de pacientes submetidos à quimioterapia; em psicologia pediátrica e outros.

Em cada um desses níveis, a atuação do psicólogo, acontece de forma a proporcionar o seu aprendizado, favorecendo, também, o aprendizado para atuar em equipes multidisciplinares, ampliando o seu conhecimento junto com outros saberes, produzindo escutas e potencializando sua prática, de forma a construir políticas públicas que estejam, realmente, voltadas para a coletividade.

Compartilhe
Serviços Gratuitos
  • SEPSI - Serviço de Psicologia
    Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública
    Tel.: (71)3276-8259
    Av. Dom João VI, nº 275, Brotas, Salvador, Bahia CEP: 40290-000
  • NEPPSI - Núcleo De Estudos E Práticas Psicológicas
    Universidade Salvador
    Tel.: (71) 3330-4612 / 4662
    Rua Ponciano de Oliveira, 126, Rio Vermelho, Salvador, Bahia, CEP 41.950-275
  • NAPSI – Núcleo de Atendimento Psicológico
    Tel.: 3247-5020
    Rua Ademar de Barros, Nº 343 – Ed. Julio Call, S/108 - Ondina, Salvador, Bahia