podcast do isaúde brasil

Publicada em 13/06/2019 às 12h42. Atualizada em 13/06/2019 às 14h34

Chegou o inverno, cuidado com a virose

Muito comum com a mudança de estação, a virose ainda traz algumas dúvidas.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

Com a chegada do inverno, é comum a queixa de tosse, coriza e, às vezes febre. A resposta poode não ser unânime, mas é bastante comum: virose. Afinal, o que é a virose e quais são as suas causas? Para entender essas e outras questões, o iSaúde Brasil conversou com a médica Sandra Cavalcanti.

iSaúde Brasil -  O que é virose?

Dra. Sandra Cavalcanti - As viroses são doenças causadas pela infecção por algum tipo de vírus. Em geral, estão relacionadas a quadros gripais ou infecções gastrointestinais, mas também podem ser de outros tipos.

iSaúde Brasil - Como a virose é transmitida?

Dra. Sandra Cavalcanti - A virose é transmitida por gotículas (secreções) do nariz e da boca da pessoa doente, geralmente através do espirro e da tosse. Quando a virose é de ordem gastrointestinal, também pode ser transmitida através do contato oral-fecal, ou seja, através das mãos, objetos ou alimentos contaminados com coliformes fecais do infectado, que se tornam meios de transmissão da doença em contato com a boca. Nos dois casos, o doente é o agente transmissor, através de contato direto ou indireto.

iSaúde Brasil - Quais são os sintomas?

Dra. Sandra Cavalcanti - Os sintomas variam, principalmente relacionados ao tipo de virose. Por exemplo, as viroses gastrointestinais podem apresentar sintomas como diarreia líquida, dor abdominal tipo cólica, náuseas, vômitos, febre baixa, distensão abdominal, empachamento, falta de apetite e indisposição. Já nas viroses de ordem respiratória, que causam infecção das vias aéreas superiores, é comum haver tosse, espirros, congestão nasal, febre, irritação e dor na garganta, dor de cabeça, dor articular, prostração, dentre outros.

iSaúde Brasil - Como tratar a virose?

Dra. Sandra Cavalcanti - As viroses podem ser tratadas em casa através de alguns cuidados básicos como hidratação abundante para auxiliar na eliminação do vírus e, no caso das viroses gastrointestinais, para evitar a desidratação. As refeições devem ser leves para evitar as náuseas, vômitos e diarreias. Alimentos gordurosos e ricos em açúcar também devem ser evitados, pois pioram os sintomas. É indicado também utilizar analgésicos para aliviar as dores e antitérmicos para baixar a febre, bem como antieméticos quando há enjoo, antidiarreico para controlar a diarreia e descongestionantes nasais.

iSaúde Brasil - Se estou com virose, devo procurar um médico?

Dra. Sandra Cavalcanti - A maioria das viroses são simples, como os resfriados e não há necessidade de buscar ajuda médica diante dos sintomas mais comuns. Porém, fique atento! Em casos de febre que persistam por mais de 24h e quadros com manifestações mais intensas, mesmo que iniciais, não pense duas vezes e vá ao médico imediatamente. As viroses podem evoluir com complicações e apenas o médico poderá detectar a tempo de controlar a situação.

iSaúde Brasil - Quanto tempo dura uma virose?

Dra. Sandra Cavalcanti - As viroses são autolimitadas, ou seja, têm um tempo limitado de duração que pode variar, em média, de 3 a 10 dias. Porém, em alguns casos, o quadro pode evoluir para complicações mais graves, como a pneumonia por infecção bacteriana associada das vias aéreas inferiores. Portanto, chamo atenção para a importância em buscar ajuda médica.

iSaúde Brasil - Quais cuidados devem ser tomados para evitar a virose?

Dra. Sandra Cavalcanti - Alguns cuidados são essenciais para evitar viroses, como por exemplo: não ingerir alimentos vencidos ou estragados e sempre lavar bem verduras, legumes e frutas; evitar contato com pessoas que apresentem sintomas de viroses respiratórias; lavar sempre as mãos e higienizá-las com álcool gel; fazer uso de vacinas, como a imunização para Influenza e imunização para o Rotavírus.

Palavras Chave:

virose vírus febre gripe
Compartilhe

Saiba Mais