podcast do isaúde brasil

Publicada em 07/10/2019 às 15h04. Atualizada em 07/10/2019 às 15h09

Como criar atividades interativas para alunos com dificuldade de aprendizagem?

Confira algumas dicas que podem ser introduzidas em sala de aula.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

A dificuldade de aprendizagem é um problema recorrente em todos os lugares. Segundo pesquisas, a estimativa desses casos em estudantes brasileiros pode chegar próximo de 50%. As causas são variadas, o que necessita de um acompanhamento profissional que consiga detectar o que serviu de gatilho para essa condição.

No entanto, o assunto de hoje visa a dar enfoque nas atividades que tendem a contribuir para o desenvolvimento do aluno frente à dificuldade de aprendizagem. Antes disso, é interessante salientar que o estudante, cuja rotina é cheia de obstáculos por conta de uma falta de concentração, por exemplo, tende a ter uma grande angústia por não conseguir acompanhar a turma.

A dificuldade de aprendizagem

A dificuldade de aprendizagem trata-se de um obstáculo, uma barreira ou um sintoma que pode ser tanto de origem cultural quanto cognitiva ou, até mesmo, emocional. É essencial que o diagnóstico seja feito o quanto antes, uma vez que há consequências em longo prazo.

A boa notícia é que isso pode ser revertido por meio do acompanhamento com psicopedagogos e pedagogos. Se houver mais de um fator envolvido, é aconselhável que outros profissionais também estejam a par do que ocorre com a criança. No campo da educação, existem formas bem eficazes de lidar com tal situação. Confira abaixo.

Aulas musicadas

As músicas são excelentes para ajudar no aprendizado de qualquer pessoa. O uso de melodias, palavras de fácil assimilação e até rimas serve como ingrediente poderoso na busca pela concentração. Imagine ensinar matemática ou ciências por meio de música – o aluno tende a captar melhor a mensagem, pois a recepção do conteúdo se afasta daquele aspecto engessado.

Leitura em voz alta

Estudos indicam que, quando o aluno lê em voz alta ou escuta outra pessoa lendo algum conteúdo, ele tende a aumentar a sua capacidade de abstração. Sem contar que a concentração do pequeno pode ser otimizada.

Treinando o raciocínio

Uma importante atividade para lidar com a dificuldade de aprendizagem é trabalhar com a memorização, o planejamento e o pensamento. Essas tarefas são responsáveis por proporcionar um aumento na concentração da criança por meio de brincadeiras, como jogo de quebra-cabeça, cartinhas e jogos de memória.

Brincadeiras com o uso de sequências

Outra dica que pode ser muito útil para as suas aulas é a atividade que adota elementos sequenciais. Para citar um exemplo: hoje em dia, as crianças têm mostrado uma grande predileção pela gastronomia. Então, suponhamos que você, educador, sugira que elas criem uma receita de bolo. Para que o resultado seja satisfatório, é preciso que o aluno siga o roteiro de maneira correta. Além disso, existem outras tarefas que podem ser usadas dentro de sala.

Teatros em sala de aula

Quem nunca fez parte de um teatrinho na escola? Eis uma maneira muito legal de induzir as crianças a terem mais concentração. O interessante dessa atividade é que ela proporciona a interação dos pequenos com os demais coleguinhas, sem contar o empenho que o aluno terá de exercer para seguir as ordens da peça a ser mostrada em sala de aula.

Atividades em grupo

Nada mais indicado do que a atividade em grupo para trabalhar com a dificuldade de aprendizagem. É importante que a professora divida muito bem as funções que cada um irá exercer. Dessa forma, o aluno tende a se concentrar naquilo que fora pedido previamente.

Mostramos acima algumas das várias atividades interativas voltadas para alunos com dificuldade de aprendizagem. Lembre-se sempre da importância de haver a comunicação entre escolas e família do aluno, uma vez que o núcleo familiar pode ser determinante em todo esse processo.

Compartilhe

Saiba Mais