podcast do isaúde brasil

Publicada em 16/10/2012 às 00h00.

Envelhecimento Saudável: uma nova visão sobre o idoso

Autonomia e a independência são algumas das características do idoso saudável.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

"...saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas ausência de doença".

Com o crescente envelhecimento da população, é preciso repensar o conceito sobre saúde. Para muitas pessoas, saúde é não estar doente, porém a Organização Mundial de Saúde (OMS) define-a de uma forma mais ampla: saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas ausência de doença. Pensando em mobilizar toda a sociedade para promoção da saúde, a OMS produziu o documento Envelhecimento Saudável, onde aborda medidas para promover um envelhecimento ativo e saudável buscando uma melhor qualidade de vida na terceira idade.

Mas o que seria um idoso saudável? É uma pessoa que não possui doença? Não. É aquele que consegue manter sua autonomia (capacidade de gerir a própria vida e de tomar decisões) e sua independência (capacidade de realizar atividades sem ajuda). A maioria dos idosos é portador de pelo menos uma doença crônica que pode trazer algum comprometimento da autonomia e da independência. O adequado controle da doença e de suas repercussões clínicas e funcionais associado a medidas preventivas buscam a manutenção do mais alto grau de funcionalidade do idoso.

A capacidade funcional está relacionada com a potencialidade do indivíduo para desempenhar suas atividades de vida diária como vestir-se, alimentar-se, cuidar da higiene pessoal, locomover-se, deitar e levantar da cama. As atividades instrumentais como cuidar do próprio dinheiro, realizar compras, utilizar meio de transporte e arrumar a própria casa, também fazem parte da função física e mental sendo relacionadas com envelhecimento saudável.

O equilíbrio entre saúde física e mental, independência nas atividades de vida diária e nas atividades instrumentais, integração social e o suporte familiar relacionam-se com o bem-estar na terceira idade. A perda de um familiar próximo, falência financeira ou a presença de alguma doença incapacitante podem alterar a qualidade de vida dos idosos. 

O envelhecimento ativo e saudável busca oferecer qualidade de vida através da alimentação adequada e balanceada, prática regular de exercício físico, convivência social, busca de atividades prazerosas que diminuam o estresse, redução dos danos decorrentes do consumo de álcool e tabaco, assim como da automedicação. Essas medidas envolvem questões sociais, econômicas e culturais, algumas delas estimuladas através do Programa Brasil Saudável do Ministério da Saúde.

"O idoso dos dias atuais não é mais uma pessoa frágil, incapaz e dependente".



A população ainda possui uma antiga visão sobre os idosos que precisa ser modificada. O idoso dos dias atuais não é mais uma pessoa frágil, incapaz e dependente. Ele está se mostrando cada vez mais participativo na vida social, merecendo todas as oportunidades de viver bem e com saúde. Manter o idoso ativo e saudável é um grande desafio que depende do governo e de toda a sociedade. 

Compartilhe
Serviços Gratuitos
  • Clínica Avançada de Fisioterapia – CAFISS
    ADAB - Ambulatório Docente - Assistencial da Bahiana
    Tel: (71) 3276 8200
    Av. Dom João VI, nº 275, Brotas, CEP: 40290-000, Salvador, Bahia
  • Unidade de Assistência em Fisioterapia-UNAFISIO
    UCSAL - Campus de Pituaçu
    Tel.: (71) 3206-7800
    Avenida Prof. Pinto de Aguiar, 2589 - Pituaçu, Salvador, Bahia, CEP: 41.740-090