podcast do isaúde brasil

Publicada em 26/06/2012 às 18h40.

Você sabia que a hepatite se apresenta em diversos tipos?

Especialista esclarece as principais dúvidas sobre esta doença

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe


Quando falamos em hepatite, é bom deixar claro que esse termo é genérico, isto é, refere-se a qualquer inflamação no fígado. Porém, o que mais preocupa a população são as chamadas hepatites virais. Existem vários tipos de vírus que podem causar hepatite. Por exemplo, você sabia que o próprio vírus da dengue pode causar uma inflamação no fígado, portanto, uma hepatite?

Mas vamos falar das hepatites virais que causam, exclusivamente, problemas no fígado. Os três tipos mais comuns são a A, B e C.

A hepatite A pode ser contraída através da água, de alimentos contaminados etc. Ela é mais branda e, muitas vezes, sofremos de hepatite e nem sabemos, pois ela se manifesta de uma forma parecida com a virose. Os sintomas mais corriqueiros são um pouco de febre e dor no corpo. Também pode manifestar-se aquele quadro em que a pessoa fica com os olhos amarelados.

Esse tipo de hepatite é o mais simples e não tem nenhum tratamento nem remédio específico. A melhora é espontânea, ou seja, é só ter paciência e manter hábitos saudáveis que ela vai embora sozinha.

Existem vários tipos de vírus que podem causar hepatite. Por exemplo, você sabia que o próprio vírus da dengue pode causar uma inflamação no fígado, portanto, uma hepatite?


Já as hepatites mais complicadas são as manifestadas por conta da contaminação pelos vírus B e C. No caso da hepatite C, a grande via de transmissão é a transfusão de sangue. Também existem alguns casos raros de contaminação que atribuímos ao contato com algum objeto perfurocortante contaminado, tais como aqueles materiais utilizados por manicure, a exemplo da tesourinha e do alicate, quando não são devidamente esterilizados. Ocorre que o resíduo do sangue de uma pessoa contaminada fica naquele objeto e quando este for reutilizado, sem os devidos cuidados, e a outra pessoa sofre algum corte, mesmo que pequeno, ela pode contrair esse vírus.

Também há um pequeno histórico de transmissão por atividade sexual, mas, ainda assim, a hepatite C não é considerada uma doença sexualmente transmissível.

Uma coisa interessante é que a pessoa pode contrair o vírus da hepatite C e ele não se manifestar. Então ela é uma portadora desse vírus. Este vírus fica adormecido no organismo por um tempo e, quando começa a se manifestar, a pessoa descobre, por meio de exame de rotina ou de um checape ou check-up que está contaminada com hepatite C.

Por fim, a hepatite mais grave dessas três, que pode ocasionar um quadro crônico é a hepatite B. Quando ela se apresenta de forma mais aguda, ou seja, quando o fígado fica mais debilitado pelo vírus, o paciente pode apresentar febre, dores na cabeça, diarréia e cansaço, como os sintomas mais comuns. 

O vírus da hepatite B, porém, pode ficar alojado e não se manifestar naquele portador, bem como, nos casos em que se apresentam os sintomas, a pessoa pode melhorar, sentir-se saudável, embora  o vírus ainda permaneça em seu corpo. Por isso, pessoas que já tiveram hepatite não podem doar sangue.

Ainda no caso da hepatite B, a sua contaminação ocorre de forma semelhante ao HIV, o vírus da AIDS, sendo ela  considerada uma doença sexualmente transmissível. Agulhas contaminadas, transfusão de sangue e sexo sem uso de camisinha são alguns exemplos das  formas de contaminação. 

Medicamentos podem causar hepatite?

 
Bom, o que a gente é que as pessoas, sempre que precisem tomar um remédio, façam isso com a orientação do seu médico. No caso de a pessoa não poder dirigir-se a um posto ou unidade de saúde e, por exemplo, estiver com muito dor ou febre, deve tomar a medicação da forma correta, respeitando as doses e os horários indicados na bula.
Por exemplo, o Tylenol que é indicado em caso de suspeita de dengue, se tomado em doses excessivas, pode causar uma hepatite medicamentosa.

Para evitar


A orientação sempre dada é que deve-se tentar , de uma maneira geral, ter cuidados com a saúde, isto é,  alimentar-se bem, ter atenção para com a qualidade do alimento que está consumindo e procurar lavar bem esses alimentos; no caso dos usuários de drogas, ter cuidado com a agulha usada,  que nunca deve ser compartilhada; ter atenção ao utilizar materiais perfurocortantes, sendo criterioso na escolha do salão de beleza, observando se os materiais são devidamente esterilizados e ser cuidadoso ao praticar sexo, pois o ato sexual pode levar a pessoa ao prazer, mas também a contrair doenças e, por isso, deve ser feito com responsabilidade.

Palavras Chave:

hepatite endocrinologia
Compartilhe

Virose?

A hepatite A pode ser contraída através da água, de alimentos contaminados etc. Ela é mais branda e, muitas vezes, sofremos de hepatite e nem sabemos, pois ela se manifesta de uma forma parecida com a virose. Os sintomas mais corriqueiros são um pouco de febre e dor no corpo. Também pode manifestar-se aquele quadro em que a pessoa fica com os olhos amarelados.

Serviços Gratuitos
  • Hospital Roberto Santos
    Tel.:3372-2999
    Rua Direita do Saboeiro, s/n° – Bairro: Cabula – Salvador/BA
  • Hospital Universitário Prof. Edgard Santos – HUPES
    Tel.: 3283-8392
    Rua Augusto Viana S/N, Canela, Salvador, Bahia - Cep 40.110-060