podcast do isaúde brasil

Publicada em 30/01/2014 às 00h00. Atualizada em 14/04/2014 às 11h56

Pré-Natal: conheça os principais exames

O pré-natal é de extrema importância para garantir a saúde da mãe e do bebê e deve ser iniciado assim que a gravidez for confirmada.

CONTEÚDO HOMOLOGADO Bahiana
Compartilhe

O acompanhamento pré-natal deve se iniciar o mais precocemente possível, procurando identificar e tratar situações que possam complicar a gestação, o parto e a saúde do bebê. Para tal, alguns exames são solicitados de forma rotineira e ainda na primeira consulta. É importante identificar a tipagem sanguínea, pois, caso a mãe seja Rh negativo e o feto Rh positivo, pode haver fabricação, pelo organismo materno, de anticorpos que destroem as hemácias fetais, o que pode ser evitado com a administração de uma vacina específica. 

O consumo de ferro durante a gestação é maior e sua absorção é comprometida neste período da vida da mulher, facilitando o aparecimento da anemia, que provoca complicações tanto para a mãe quanto para seu filho e deve ser pesquisada através da realização de um hemograma.

O diabetes é uma doença que põe em risco mãe e filho, com uma possibilidade maior de malformação, abortamento e morte do feto. É pesquisada inicialmente através da realização de uma glicemia em jejum. Doenças infecciosas como a hepatite, sífilis, HIV, toxoplasmose e o HTLV, devem ser pesquisadas através de testes imunológicos específicos. Esta medida, evita a transmissão destas doenças para o feto e, até mesmo, tratá-lo ainda no útero materno, fazendo com que o bebê nasça já livre delas (como é o caso da sífilis). 

"Uma das infecções mais frequentes na gestação é a do sistema urinário e, em muitas situações, não provoca sintomas e pode despertar o parto antes do tempo".

Uma das infecções mais frequentes na gestação é a do sistema urinário e, em muitas situações, não provoca sintomas e pode despertar o parto antes do tempo. Para seu diagnóstico, o sumário de urina pode revelar indícios desta infecção e, caso necessário, realiza-se um exame mais sofisticado, a urocultura, que, além de demonstrar qual bactéria está colonizando o trato urinário da gestante, ainda colabora com o tratamento, dirigindo a escolha do antibiótico mais adequado.

Essa é a rotina pré-natal estabelecida para aquelas gestantes sem complicações. Os exames devem ser realizados após jejum de, pelo menos, 12 horas. Recomenda-se colher a primeira urina da manhã, após lavar a vulva com água e sabão enxaguando por três vezes consecutivas e sem enxugar, desprezar o primeiro jato urinário e utilizar recipiente estéril (adquirido na farmácia). A amostra deve ser encaminhada ao laboratório o mais rápido possível. 

A gravidez também é um bom momento para a realização do preventivo ginecológico, caso o anterior tenha sido realizado há mais de um ano, uma vez que muitas mulheres só procuram o ginecologista quando estão grávidas. De acordo com a história clínica da gestante e alterações nos exames laboratoriais, outras dosagens laboratoriais serão solicitadas pelo pré-natalista.

No início do 3º trimestre, o hemograma, a glicemia, a pesquisa de sífilis (VDRL) e o sumário de urina são repetidos em todas as gestantes. Com relação à ultrassonografia, preconiza-se uma o mais precoce possível, confirmando a idade gestacional e o local de implantação da gravidez, outra da 20ª à 24ª semanas de gestação e, a última, próxima do parto. Exames mais específicos como ultrassonografia morfológica, amniocentese, ecocardiograma fetal serão solicitados pelo pré-natalista, caso necessário, e não são considerados como de rotina.

Exames desnecessários devem ser evitados, pois expõem a interpretações errôneas e gastos excessivos. Muitas vezes, os médicos perdem mais tempo solicitando e interpretando exames do que ouvindo e tirando as dúvidas da gestante, momento maior da consulta pré-natal.

Compartilhe
Serviços Gratuitos
  • Ambulatório Docente Assistencial da Bahiana - ADAB
    Unidade de Saúde Multiprofissional
    Tel: (71) 3276-8200
    Rua. D. João VI, nº 275, Brotas, Salvador – Bahia
  • Hospital Geral Roberto Santos
    Tel.: (71) 3372-2999 / 3387-3429
    Rua Direta do Saboeiro s/n, Cabula, Salvador, Bahia, CEP: 41180-780
  • Hospital Universitário Prof. Edgard Santos (HUPES)
    Tel: 3283-8392
    Rua Augusto Viana S/N, Canela, Salvador, Bahia - Cep 40.110-060